Categorias
Corrida

Audi e Porsche estão confirmadas na Fórmula 1

O que eram rumores agora é oficial: Porsche e Audi vão ter equipes na Fórmula 1. A confirmação foi dada pelo CEO da Volkswagen, Herbert Diess, que afirmou que as duas marcas já estão desenvolvendo motores para fazer parte da maior categoria do automobilismo a partir de 2026. A informação é da Revista Auto Esporte.

VEJA MAIS

+ Confira aqui o estoque de supermáquinas da JBS Motors

Segundo a publicação, a espera de quatro anos acontece em função do regulamento, que só receberá novas regras em 2026. É exatamente neste ano que a F1 pretende deixar os motores ainda mais eletrificados. Aliás, o limite de potência do sistema híbrido deve ser quase três vezes maior: de 120 kW para 350 kW.

Além disso, o processo de construção de um motor não é tão simples, como explicou o próprio Diess. “Você não pode entrar na Fórmula 1 a menos que uma janela de tecnologia se abra, você precisa de uma mudança de regra para entrar lá. Você precisa de um novo desenvolvimento de motor e para fazer isso, você precisa de três ou quatro anos”, disse o executivo.

Ainda segundo a Auto Esporte, em 2019, a Porsche anunciou que havia construído um motor para atender ao regulamento de 2021 da Fórmula 1. No entanto, após todo o investimento e até mesmo da participação na Comissão de Fabricantes da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), a montadora abortou os planos sem dar explicações.

Hoje, a Porsche faz parte da Fórmula E, categoria organizada pela FIA com carros exclusivamente elétricos. A Audi também tinha uma vaga no grid da FE até o final da temporada 2020/21, mas deixou os monopostos para retornar às corridas com um projeto para a classe LMDh.

No entanto, segundo Diess, não faz sentido estar no automobilismo sem estar na Fórmula 1: “Se você está no automobilismo, você deve estar na F1, porque é onde está o impacto maior”.

O CEO da fabricante alemã também explicou que a decisão de entrar na Fórmula 1 tem relação com a série “Drive To Survive”, da Netflix. “A Fórmula 1 está se desenvolvendo de forma extremamente positiva em todo o mundo. O marketing que está acontecendo lá, além da Netflix, levou o número de seguidores da F1 a crescer significativamente também nos EUA. Se você olhar para os principais eventos esportivos ou eventos do mundo no automobilismo, é apenas a Fórmula 1 que conta e que está se tornando realmente cada vez mais diferenciada”, argumenta.

As duas marcas ainda não deram detalhes sobre como exatamente serão suas entradas na Fórmula 1. E, por isso, os rumores não chegaram ao fim completamente. Pelo o que parece, a Porsche deve fazer uma parceria com a equipe Red Bull Racing. Já a Audi deve fazer uma proposta para comprar a McLaren por 500 milhões de euros (cerca de R$ 2.6 bilhões na cotação atual).

Foto: Revista Auto Esporte

Categorias
Corrida

Interlagos é palco da Super Pole na GT Sprint Race

A terceira etapa do campeonato da Dignity Gold GT Sprint Race, uma das principais categorias do automobilismo brasileiro, em sua 11ª temporada, será disputada neste final de semana, entre os dias 29 de abril e 1º de maio, no Autódromo Internacional José Carlos Pace, em Interlagos, na Capital Paulista. Serão 20 carros e 30 pilotos acelerando pelos 4.309 metros de extensão da pista paulistana. Entre eles estão os dois representantes do time da JBS Motors: Dudu Trindade e Sérgio Ramalho.

O final de semana reserva ainda um grandioso evento da temporada: a Super Pole. Na etapa em Interlagos, 75 pontos estarão em jogo, sendo 25 para o classificatório e 25 para cada corrida. O treino classificatório (Q1) será disputado no sábado (30) e terá 10 minutos para todos os carros na pista. A Super Pole (Q2), sistema de qualificação utilizada em competições tradicionais de Turismo, é destinada apenas para os 10 pilotos mais rápidos em mais 10 minutos.

É nesta qualificatória que será definido o grid para a primeira corrida da terceira etapa do campeonato, que acontecem no domingo e o resultado da primeira corrida será o grid da segunda corrida, sem qualquer inversão. No caso de duplas, não haverá ingerência sobre os pilotos. Portanto, fica liberado quem classifica e quem correrá em cada corrida, desde que, é claro, um dos dois pilotos tenha participação em um dos três resultados.

O Super Pole foi disputado por três vezes na Dignity Gold GT Sprint Race. A primeira vez em 2017, garantido por Kau Machado e na edição 2019, foi conquistado por Marcelo Henriques, ambos realizados em Interlagos. Em 2020, a chuva forte cancelou a disputa no momento da decisão do Super Pole no circuito de Curitiba. No ano passado, o Super Pole foi Sérgio Ramalho.

Na 11ª temporada estão previstas, além da Super Pole, outras atrações especiais consagradas como a Inverse Race; a etapa Night Challenge; a etapa decisiva, a Match Point e o Special Edition.


O calendário da competição está dividido em duas séries e nove etapas: o campeonato nacional, com seis etapas (duas corridas cada), todas no Brasil (Santa Cruz do Sul, Velocitta, Interlagos, Londrina e Tarumã), e o “Special Edition”, com três etapas (Goiânia, Interlagos e Brasília), e três corridas em cada uma. Nesta edição serão três títulos distintos da Sprint Race: Brasil, Special Edition e Overall, nas suas respectivas classes: PRO, AM e PROAM. E, ainda, o título do minitorneio do Rookie Of The Year.

TRANSMISSÕES

As emoções da terceira etapa da Dignity Gold GT Sprint Race terão transmissões televisivas e por streaming ao vivo, com geração de imagens da Master/CATVE. No próximo domingo (1º): a primeira corrida no YouTube (youtube.com/acelerados) e a segunda corrida também pelo canal de assinatura BandSports.

Além disso, haverá uma ampla cobertura dos bastidores pelas plataformas digitais da competição como instagram, facebook, site e no canal da Dignity Gold GT Sprint Race no YouTube (youtube.com/GTSprintRace). Também serão exibidas para todo Brasil durante a semana, no Programa Acelerados na Band e no YouTube (youtube.com/acelerados).

Crédito fotos: Luciano Santos / SigCom

Categorias
Corrida

Dudu Trindade e Sérgio Ramalho estreiam com pódio na Sprint Race

Os dois pilotos do time da JBS Motors estrearam muito bem na primeira etapa da GT Sprint Race disputada no Autódromo de Santa Cruz do Sul, neste domingo (13). Dudu Trindade ficou na primeira posição da categoria PROAM na corrida 1, enquanto Sérgio Ramalho conseguiu o segundo lugar na categoria PRO na corrida 2.

Eduardo Trindade, do GTSR#13, teve uma corrida tranquila e soube administrar a vantagem conquistada nos treinos classificatórios, conquistando a vitória pela PROAM. “Correr na chuva é sempre mais difícil, mas quando a gente se dá bem é gratificante. Estou feliz demais”, comemora o pernambucano.

Na segunda corrida a chegada foi emocionante, com três pilotos disputando a vitória até a bandeirada. A diferença de tempo entre o primeiro colocado, Thiago Camilo, e o terceiro, Rafael Dias, foi de menos de 1 segundo. Sérgio Ramalho chegou a apenas 0s584 do líder.

Confira abaixo o resultado das duas corridas inaugurais da 11ª temporada da GT Sprint Race e o calendário das próximas corridas:

Resultado da Corrida 1

1) #77 Ricardo Sperafico / Pedro Costa, PRO, 13 voltas, 25min02seg574

2) #21 Raphael Teixeira / Thiago Camilo, PRO, a 0s460

3) #13 Rafael Dias, PRO, a 2s545

4) #18 Eduardo Trindade, PROAM, a 9s032

5) #82 Gerson Campos, PRO, a 10s895

6) #54 Diogo Moscato, PROAM, a 19s048

7) #61 Antonio Junqueira, PROAM, a 23s681

8) #79 Rafael Seibel, PROAM, a 24s803

9) #37 Ayrton Chorne, PRO, a 25s000

10) #01 Marcelo Henriques / Alex Seid, PRO, a 25s842

11) #12 Edgar Bueno Neto, PRO, a 26s029

12) #19 Luciano Zangirolami /Sérgio Ramalho, PRO, a 37s737

13) #87 Jorge Martelli/ Rodrigo Sperafico, PRO, a 40s037

14) #17 Walter Lester, AM, a 40s540

15) #72 Giovani Girotto, AM, a 40s736

16) #78 Leonardo Yoshii, AM, a 41s660

17) #56 Brendon Zonta, PROAM, a 58s056

18) #10 Adalberto Baptista, PROAM, a 1min27s628

19) #31 Roberto Possas, AM, a 1 volta

20) #08 Alexandre Kauê, AM, a 1 volta

21) #16 Lucas Mendes / Marco Garcia, PROAM, 3 voltas

Resultado da Corrida 2:
1 #21 Thiago Camilo/ Raphael Teixeira, PRO, 25min48seg464
2 #19 Sérgio Ramalho/ Luciano Zangirolami, PRO, a 0s584
3 #13 Rafael Dias, PRO, a 0s989
4 #82 Gerson Campos, PRO, a 6s783
5 #87 Rodrigo Sperafico/ Jorge Martelli, PRO, a 17s273
6 #01 Alex Seid/ Marcelo Henriques, PRO, a 19s437
7 #79 Rafael Seibel, PROAM, a 26s804
8 #72 Giovani Girotto, AM, a 31s745
9 #17 Walter Lester, AM, a 40s289
10 #56 Brendon Zonta, PROAM, a 44s275
11 #08 Alexandre Kauê, AM, a 58s248
12 #77 Pedro Costa / Ricardo Sperafico, PRO, a 1 volta
13 #37 Ayrton Chorne, PRO, a 2 voltas
14 #61 Antonio Junqueira, PROAM, a 4 voltas
15 #54 Diogo Moscato, PROAM, a 6 voltas
16 #10 Adalberto Baptista, PROAM, a 6 voltas
17 #18 Eduardo Trindade, PROAM, a 7 voltas
18 #16 Marco Garcia/ Lucas Mendes, PROAM, a 7 voltas
19 #78 Leonardo Yoshii, AM, a 7 voltas
20 #12 Edgar Bueno Neto/ Antonio Pizzonia, PRO, a 10 voltas
21 #31 Roberto Possas, AM, a 10 voltas

Calendário da GT Sprint Race 2022:

Etapa 2 – 3 de abril – Velocitta – Mogi Guaçu/SP

Etapa 3 – 1º de maio – Interlagos – São Paulo/SP – #SuperPole

Etapa 4 – 5 de junho – Goiânia/GO – #SpecialEdition

Etapa 5 – 9 de julho – Londrina/PR – #NightChallenge

Etapa 6 – 21 de agosto – Interlagos – São Paulo/SP – #SpecialEdition

Etapa 7 – 18 de setembro – Tarumã, Viamão/RS

Etapa 8 – 6 de novembro – Brasília/DF – #SpecialEdition

Etapa 9 – 11 de dezembro – Londrina/PR – #MatchPoint

Categorias
Corrida

Conheça os novos carros da temporada 2022 da Fórmula 1

Depois de uma temporada de tirar o fôlego em 2021, a Fórmula 1 se prepara para uma nova fase, com muitas novidades para este ano, principalmente no que se refere aos carros. As equipes começaram a revelar as novas máquinas agora em fevereiro – lembrando que a temporada terá início no Bahrain no final de semana 18 a 20 de março (veja o calendário das corridas).

O novo regulamento técnico da Fórmula 1 traz um carro com uma asa dianteira maior e integrada com os pratos laterais, calotas nas rodas e aletas cobrindo os pneus, além de refazer completamente o design da asa traseira.

Outra mudança importante é a volta do conceito de efeito-solo, no qual a maior parte da pressão aerodinâmica é gerada pelo assoalho do carro e não pelas asas e demais apêndices. Isso deve gerar mais disputas na pista, por que acredita-se que os carros andem mais próximos, sobretudo nas curvas. Os pneus também mudaram e estão bem maiores, passando de 13 para 18 polegadas.

Novas máquinas

As equipes começaram a revelar os novos carros no início deste mês. Eles se preparam para as duas janelas de testes de pré-temporada: de 23 a 25 de fevereiro, em Barcelona (Espanha) e de 10 a 12 de março, em Sakhir (Bahrein). Conheça os novos carros (Com informação da Band, que transmite a F1 em rede nacional).

4 de fevereiro: Haas VF-22

A Haas foi a primeira a exibir seu novo carro para 2022, o VF-22. Inicialmente, o time apresentou apenas imagens digitais do modelo, que deverá ser visto pela primeira vez nos testes em Barcelona. A equipe norte-americana, que contará novamente com Mick Schumacher e Nikita Mazepin, deixou de lado os investimentos no carro de 2021 para se concentrar no VF-22, e espera colher frutos voltando a somar pontos – o que não aconteceu na última temporada.

9 de fevereiro: Red Bull RB18

A equipe austríaca apostará no modelo RB18 para tentar o bicampeonato de Max Verstappen, que pilotará o carro com o número 1. O mexicano Sergio Pérez segue como companheiro do holandês. O carro manteve uma pintura conservadora em relação a 2021, mantendo o azul-escuro predominante com detalhes vermelhos e amarelos – não que as cores sejam problema para o time ao longo de sua história na F1.

10 de fevereiro: Aston Martin AMR22

A Aston Martin apresentou nesta quinta-feira (10) o modelo AMR22, que utilizará na temporada 2022 da Fórmula 1. Adaptado ao novo regulamento técnico da categoria, o carro apresenta novas cores: o verde é predominante, mas os detalhes rosas deram lugar a deram lugar a detalhes amarelos, graças a novos patrocinadores.

11 de fevereiro: McLaren MCL36

Única equipe da temporada 2021 a conseguir uma dobradinha, a McLaren quer alçar voos mais altos em 2022. Para isso, aposta no modelo MCL36, que terá Daniel Ricciardo e Lando Norris aos volantes. O novo carro tem mudanças na pintura e foi apresentado com pompa pela equipe, em cerimônia que exibiu também os projetos para a Fórmula Indy, a Extreme E e os e-sports.

14 de fevereiro: AlphaTauri AT03

O AT03 é o carro da AlphaTauri com motores Honda (rebatizados de Red Bull) para 2022. Pierre Gasly lidera o time nas pistas, acompanhado de Yuki Tsunoda. Os pilotos elogiaram o novo carro, mas esperam os testes de pré-temporada para ver se o modelo corresponde às expectativas.

15 de fevereiro: Williams FW44

Em 2021, a Williams conseguiu voltar a somar pontos e até conquistou um inesperado pódio. Agora, com Alex Albon na vaga que era de George Russell, o time quer mostrar que é capaz de se reconstruir para, quem sabe, voltar aos tempos de glória. Para isso, a equipe aposta no FW44, um modelo majoritariamente azul-marinho, com detalhes em vermelho e um tom mais claro de azul. Em relação a 2021, o carro abandonou detalhes brancos e amarelos e segue com poucos patrocinadores.

17 de fevereiro: Ferrari F1-75

Dá para sonhar? Com Charles Leclerc e Carlos Sainz, a Ferrari quer ir longe em 2022. O modelo F1-75 (em referência aos 75 anos do primeiro carro de corrida da escuderia) é o desafiante. Apostando em um visual “retrô”, o carro apresenta asas dianteiras e traseiras pretas, a exemplo dos carros da escuderia no começo dos anos 90.

18 de fevereiro: Mercedes F1 W13

O vice-campeonato de Lewis Hamilton em 2021 foi um duro golpe na equipe que dominou a F1 nos últimos anos. Com George Russell no lugar de Valtteri Bottas, o time aposta no modelo F1 W13 para dar a volta por cima. Depois de duas temporadas com os carros pintados de preto, a equipe volta à pintura prata.

21 de fevereiro: Alpine

Fernando Alonso e Esteban Ocon seguem à frente do time. E o modelo A522 é o carro dos franceses em busca de algo mais do que o quinto lugar entre os construtores conquistado em 2021.

27 de fevereiro: Alfa Romeo

Ano novo, vida nova. Saem Kimi Raikkonen e Antonio Giovinazzi, entram Valtteri Bottas e Guanyu Zhou. Para deixar os últimos lugares, o modelo C42 é a aposta da Alfa Romeo.

Categorias
Corrida

Stock Car terá piloto pernambucano na pista de Interlagos

A corrida de abertura da temporada 2022 da Stock Car será no próximo domingo (13) em Interlagos (SP) e será muito especial para um piloto pernambucano. Além de abrir os trabalhos da principal categoria do automobilismo nacional, a tradicional Corrida de Duplas marcará a estreia de Sérgio Ramalho na Stock Car. A confirmação do nome do piloto na equipe Hot Car saiu poucos dias depois do anúncio da parceria de Sérgio com a JBS Motors, loja de carros multimarcas premium, referência no mercado nacional.

“Foi um presente para 2022. São apenas 32 vagas (na Corrida de Duplas) para o Brasil inteiro e eu fui um dos escolhidos. Por isso fico muito feliz pelo reconhecimento ao nosso trabalho feito nos últimos anos”, afirma Sérgio Ramalho, sem esconder o orgulho de estrear na Stock Car.

O piloto de 32 anos formará dupla com Felipe Lapenna no Chevrolet Cruze #110 da equipe Hot Car. “A expectativa é de um bom desempenho e espero uma grande estreia. E fico mais feliz ainda por fazer uma história diferente, que nesse caso é de um piloto pernambucano estar no cenário principal do automobilismo apoiado por empresas também da região. Que sirva de exemplo tanto para as empresas, como também para novos atletas, de que é possível chegar lá”, ressalta.

Sérgio Ramalho agora é do time da JBS Motors

Sérgio Ramalho lembra que o automobilismo é um esporte no qual não basta só o talento e usa o exemplo de seu parceiro de corrida na Sprint Race, Dudu Trindade, jovem piloto pernambucano que também é apoiado pela JBS Motors. “Dudu é um menino supertalentoso, mas precisa de suporte, principalmente nesse início de carreira. Por isso ter o apoio da JBS é fundamental para que ele consiga fazer mais treinos e negociar com outras categorias. Piloto tem que estar em pista, quanto mais atividade tiver mais ele progride”, destaca Ramalho.

Sérgio Ramalho ao lado de Saulo Galvão, na loja 3 da JBS no bairro do Pina (Recife)

Corrida de Duplas

O primeiro contato de Sérgio com o Chevrolet Cruze #110 da Hot Car será na sexta-feita (11) com o shakedown pela manhã, às 10h (horário de Brasília), e com a realização de dois treinos livres: o primeiro com início ao meio-dia e a segunda sessão marcada para 15h25, sempre com 30 minutos para cada um dos dois grupos.

Sábado será um dia muito movimentado em São Paulo. Pela manhã, a Stock Car vai abrir os trabalhos com o terceiro treino livre, a partir de 10h50, e a definição do pole-position da primeira etapa está marcada para 13h45, horário da sessão classificatória.

No domingo, a largada da primeira das duas provas da Corrida de Duplas está marcada para 13h55, com duração de 30 minutos + 1 volta. Depois da chegada da primeira disputa, a programação prevê um período de 5 minutos para troca dos pilotos antes dos preparativos para a largada da segunda prova, a partir de 14h50, também com duração de 30 minutos +1 volta.

Sérgio ressalta que as duas provas da Corrida de Duplas valem pontos para o campeonato, tanto para a equipe como para o piloto titular, neste caso, Felipe Lapenna. “Por isso a escolha do piloto convidado precisa ser bem-feita, porque é um campeonato que está em jogo e nossa vitória vale 12 pontos. Será uma corrida muito disputada”, afirma Ramalho.

Sérgio Ramalho visitou as lojas da JBS Motors no Pina, Zona Sul do Recife

Temporada 2022

Sérgio Ramalho disputou a GT Sprint Race em 2021, conquistando pole positions, vitórias e pódios, e tem experiência em diversas categorias. Para a temporada 2022, o piloto prepara grandes anúncios, além da empolgante estreia na Stock Car. “Temos mais duas grandes categorias em negociação, muito próximo de fechar, mas ainda não podemos anunciar por questões contratuais. São verdadeiras guerras pelas vagas e eu gostaria de correr em todas”, ressalta o piloto, prometendo anunciar até o final de fevereiro as demais categorias pelas quais correrá em 2022.

Onde assistir

A Band transmitirá ao vivo as duas provas da Corrida de Duplas da Stock Car Pro Series, enquanto o canal por assinatura SporTV3 vai exibir, sempre ao vivo, a sessão classificatória, além das duas disputas da principal categoria do automobilismo nacional no fim de semana. As atividades de pista da Stock Car Pro Series serão transmitidas também pelos canais oficiais da categoria, além da Motorsport.TV, Estadão, Zoome e Auto Videos.

Programação em Interlagos

Sexta-feira, 11 de fevereiro

8h00 – Turismo Nacional – Treino Livre 1

9h20 – Copa HB20 – Treino Livre 1

10h00 às 10h20 – Stock Car Pro Series – Shakedown

10h35 – Turismo Nacional – Treino Livre 2

12h00 às 13h10 – Stock Car Pro Series – Treino Livre 1

13h25 – Copa HB20 – Treino Livre 2

14h00 – Turismo Nacional – Treino Livre 3

15h25 às 16h35 – Stock Car Pro Series – Treino Livre 2

16h50 – Copa HB20 – Treino Livre 3

Sábado, 12 de fevereiro

8h00 às 9h10 – Stock Car Pro Series – Treino Livre 3

9h20 – Copa HB20 – Treino Livre 4

9h55 – Turismo Nacional – Classificação

10h50 às 12h – Stock Car Pro Series – Treino Livre 4

12h15 – Copa HB20 – Classificação

13h45 às 14h30 – Stock Car Pro Series – Classificação

15h20 – Copa HB20 – Corrida 1 (25 minutos)

16h10 – Turismo Nacional – Corrida 1 – Classes A/B (20 minutos)

16h55 – Turismo Nacional – Corrida 1 – Classe Super (20 minutos)

17h40 – Turismo Nacional – Corrida 2 – Classes A/B (20 minutos)

Domingo, 13 de fevereiro

8h20 – Turismo Nacional – Corrida 2 – Classe Super (20 minutos)

9h05 – Turismo Nacional – Corrida 3 – Classes A/B (20 minutos)

10h05 – Copa HB20 – Corrida 2 (25 minutos)

13h55 – Stock Car Pro Series – Corrida 1 (30 minutos + 1 volta)

14h50 – Stock Car Pro Series – Corrida 2 (30 minutos +1 volta)

16h10 – Turismo Nacional – Corrida 3 – Classe Super (20 minutos)

16h55 – Turismo Nacional – Corrida 4 – Classes A/B (20 minutos)

17h40 – Turismo Nacional – Corrida 4 – Classe Super (20 minutos)

Categorias
Corrida

Dudu Trindade vence entre os Rookies em estreia na Stock Light

Dudu Trindade fez bonito em sua estreia na Stock Light, considerada a categoria de acesso para a Stock Car. O piloto Pernambucano, que é patrocinado pela JBS Motors, ficou em primeiro lugar entre os Rookies na segunda prova da etapa do Velocitta, disputada neste domingo no circuito situado no interior paulista.

Antes da estreia na Stock Light, Dudu Trindade já mostrava confiança na corrida. “Eu conheço bem a pista (do Velocitta), a única novidade será o carro, que tem uma posição de dirigir diferente do modelo que a gente corre na Sprint Race”.

O jovem piloto foi convidado a participar da Stock Light após os bons resultados conquistados na Sprint Race, junto com seu parceiro de equipe, Sérgio Ramalho. “Estou o muito feliz com essa oportunidade e vou fazer o meu melhor”, disse Dudu.

E a promessa se concretizou na pista do Velocitta. Dudu Trindade ficou em oitavo na segunda prova e foi o campeão entre os Rookies, uma disputa entre os novatos da competição. Na primeira prova, o piloto pernambucano ficou na 11ª posição geral.

“O carro é bem diferente do que eu estava acostumado a guiar, sem dúvida uma experiência nova. E conseguimos ganhar na categoria Rookie”, comemora Dudu, que complementa dizendo que ainda fará outra corrida na Stock Light no final do ano e que já no próximo final de semana voltará a correr pela Sprint Race em Londrina, uma corrida noturna.

A corrida

Terceiro colocado na corrida 1, Raphael Reis venceu a segunda prova da etapa do Velocitta. Oitavo do grid de largada, Reis soube aproveitar as oportunidades para conquistar posições e assumiu a liderança após um erro de Arthur Leist, que tentava atacar o então líder Zezinho Muggiati.

A segunda posição ficou com Muggiati, seguido por Leist em terceiro. Líder do campeonato, Felipe Baptista acertou Raphael Teixeira após um erro do piloto goiano, teve um pneu furado e de volta para a pista, terminou a corrida em décimo.

Confira o resultado da prova:

1 Raphael Reis (W2 Racing), 20 voltas em 38min07s
2 Zezinho Muggiati (W2 ProGP) a 1.126
3 Arthur Leist (Motortech) a 1.301
4 Gabriel Robe (Motortech) a 4.268
5 Matheus Iorio (W2 Racing) a 6.987
6 Gabriel Lusquiños (W2 ProGP) a 8.114
7 Renato Braga (Piquet Sports) a 1:13.586
8 Dudu Trindade (KTF Racing) a 1:16.628
9 Pietro Rimbano (KTF Racing) a 1 Volta
10 Felipe Baptista (KTF Sports) a 1 Volta
11 Felipe Papazissis (RKL Competições) a 2 Voltas

Não completaram

Raphael Teixeira (Motortech Motorsports)
Lucas Kohl (KTF Sports)

Categorias
Corrida

Dudu Trindade e Sergio Ramalho garantem segundo lugar na etapa da GT Sprint Race

Pernambuco segue em destaque na GT Sprint Race. Dessa vez no autódromo de Tarumã, no Rio Grande do Sul, a dupla Dudu Trindade e Sergio Ramalho foi destaque, liderando os dois treinos livres e garantindo a pole na classificação. Os pernambucanos finalizaram a etapa na segunda colocação, trazendo na bagagem, além do troféu, pontos para o restante do campeonato. A informação é do DP Esportes.

Dudu Trindade é patrocinado pela JBS Motors desde o início de sua carreira profissional nas pistas de corrida.

Os vencedores da etapa foram os pilotos Cesar Ramos e Weudes Campos. No gride, nomes fortes do automobilismo nacional competiram. Como os pilotos Thiago Camilo, Cesar Ramos e Gabriel Casa Grande. No recorte internacional, os paraguaios Ernesto Benitez e Danny Candia marcaram presença na pista.

A próxima etapa está marcada para o dia 3 de outubro, em Juiz de Fora, Minas Gerais.

CLASSIFICAÇÃO

O Campeonato da Special Edition da GT Sprint Race funciona através de três etapas. E as edições especiais têm um formato diferente, com gride invertido nas corridas um e dois, cujo somatório de pontos formam o gride da terceira corrida.

Com o resultado das corridas do último fim de semana, em Tarumã, a dupla de pilotos pernambucanos, Dudu Trindade e Sergion Ramalho figura em terceiro lugar no campeonato, com uma diferença de apenas quatro pontos para a dupla Thiago Camilo e Pedro Ferro, que lideram atualmente.

Categorias
Corrida

Equipe pernambucana busca o pódio em Rally dos Sertões histórico

A maior competição off-road das Américas terá novidades neste ano. Pela primeira vez, o Rally dos Sertões será realizado 100% em território nordestino, com a primeira etapa tendo largada no próximo sábado em Pipa (RN) e chegada da etapa final na bela praia de Carneiros (PE), no dia 22, após percorrer o Sertão de 7 estados nordestinos.

A dupla pernambucana composta por pai e filho, com o experiente Carlos Melo, o Pixoto, e Luis Eduardo Melo, quer o pódio entre os UTVs. A equipe é patrocinada pela JBS Motors e conta com uma equipe com 12 pessoas, entre pilotos, mecânicos e pessoal de apoio, que vão viver intensamente os nove dias de etapas pela região.

“Será um Sertões diferente, menor na quilometragem, mas com o mesmo número de etapas e, o mais importante, com a mesma emoção que essa prova sempre entrega para os competidores e para quem acompanha o rali”, afirma Pixoto, que vai para sua quarta participação no Rally dos Sertões. A dupla é atual campeã brasileira de Rali, na categoria UTV3. Por isso, neste ano, estão disputando pela categoria superior, a UTV2.

Carlos Pixoto com seu UTV na JBS Motors da Caxangá ao lado Saulo Galvão e do piloto de GT. Dudu Trindade, e seu pai, Eduardo Trindade

Pixoto mostra para Saulo Galvão o interior do UTV que vai disputar o Rally dos Sertões

Para garantir o troféu que a dupla pernambucana almeja nesse Rally dos Sertões, Pixoto e Luís Melo contam com dois veículos muito potentes e preparados para aguentar os 3.615 km de percurso da prova, dos quais 2.202 km são cronometrados. Os UTVs da dupla tem motor com 200 cv de potência para um veículo de apenas 800 km. Essa ótima relação pese/potência permite uma aceleração de 0 a 100 km/h em pouco menos de 5 segundos. “Mais do que andar bem, no Rally dos Sertões é preciso ser constante para preservar o carro, mesmo andando forte. Não adianta de nada entregar tudo no primeiro dia e danificar o veículo. Para se ter uma ideia, até o terceiro dia da prova, cerca de 30 carros vão embora porque a turma quer andar tudo no começo”, explica Pixoto.

Sertões em números

A 29ª edição do maior rally das Américas será uma exaltação ao Nordeste. Uma prova 100% sertão. A direção técnica se esmerou em realizar uma prova altamente exigente e ao mesmo tempo deslumbrante, com visuais de tirar o fôlego. Dentre eles, três tesouros nacionais: o entorno do Rio São Francisco, ou velho Chico como é conhecido, que foi onde tudo começou – a primeira edição do que depois viria a ser o Sertões foi chamada de Rally do São Francisco; a Serra da Capivara (PI), patrimônio mundial da Unesco e um terceiro tesouro baiano a ser revelado.

O desafio será encarado por um número recorde de participantes: 192 veículos (3 quadriciclos; 34 carros, 65 motos e 90 UTVs), com um total de 316 competidores, das cinco regiões do Brasil. Pilotos e navegadores representam 116 cidades de 21 estados e o Distrito Federal. A participação estrangeira é assegurada por nomes de outros sete países – França, Estados Unidos, Portugal, Argentina, Polônia, Paraguai e Guiana Francesa.

Um pelotão variado. O maior contingente se concentra na faixa entre 30 e 50 anos (65%). O mais jovem tem 18 anos e o mais velho 68. Ao todo 14 mulheres estarão em ação. Os estreantes são 55 (17% do grid). No extremo oposto, há quem encare o desafio off-road pela 26ª vez em 29 edições: Jean Azevedo (Motos) e Edu Piano (UTV). Coincidência ou não, os dois são os recordistas de títulos do Sertões, já que ambos venceram a prova sete vezes.

A caravana do Sertões 2021 conta com cerca de 1.500 pessoas, o que inclui 300 do staff da organização. E 46 equipes de apoio acompanham os competidores. Números que ajudam a dar uma dimensão do que é hoje uma das principais provas off road do planeta.

Representação dos estados

Alagoas (5), Amazonas (2), Bahia (21), Ceará (14), Distrito Federal (7), Espírito Santo (1), Goiás (13), Maranhão (5), Minas Gerais (16), Mato Grosso do Sul (2), Mato Grosso (2), Pará (2), Paraíba (1), Pernambuco (11), Piauí (2), Paraná (23), Rio de Janeiro (16), Rio Grande do Norte (9), Rio Grande do Sul (7), Santa Catarina (29), São Paulo (106) e Tocantins (2).

O ROTEIRO DO SERTÕES 2021 ATUALIZADO

Prólogo – Sexta 13/08 – 11 km

1ª. etapa PIPA RN – PATOS PB – SÁBADO 14/08.

  1. 82KM TE. 235KM DF. 93,2KM TOTAL= 410KM

2ª. etapa PATOS PB – ARARIPINA PE – DOMINGO 15/08.

  1. 27KM TE. 245KM DF. 237KM TOTAL= 509KM

3ª. etapa ARARIPINA PE – SÃO RAIMUNDO NONATO PI – SEGUNDA 16/08.

  1. 146KM TE. 220KM DF. 38KM TOTAL= 404KM

4ª. etapa S.RAIMUNDO PI / S. RAIMUNDO PI – TERÇA 17/08.

  1. 0KM TE. 306KM DF. 5KM TOTAL= 311KM

5ª. etapa – SÃO RAIMUNDO PI / XIQUE XIQUE BA – QUARTA 18/08 – MARATONA

  1. 11KM TE. 329KM DF. 93KM TOTAL= 433KM

6ª. etapa XIQUE XIQUE BA / PETROLINA PE – QUINTA 19/08 – FIM DA MARATONA

  1. 0KM TE. 310KM DF. 146KM TOTAL= 456KM (FIM MARATONA)

7ª. etapa PETROLINA PE / DELMIRO GOUVEIA AL – SEXTA 20/08

  1. 133KM TE. 242KM DF. 60KM TOTAL= 435KM

8ª. etapa /DELMIRO GOUVEIA AL / ARAPIRACA AL – SÁBADO 21/08

  1. 7KM TE. 152KM DF. 80KM TOTAL= 235KM

9ª etapa ARAPIRACA AL / TAMANDARÉ PE – DOMINGO 22/08

  1. 190KM TE. 141KM DF. 20KM TOTAL= 351KM

TOTAL GERAL= 3548KM TOTAL DE ESPECIAIS= 2.180KM

Categorias
Corrida

Novos carros da Fórmula 1 em 2022 vão acirrar as disputas na pista

Quem assiste e curte a Fórmula 1 torce para que a corrida seja cheia de ultrapassagens. A disputa por posições é o que alimenta a competição e leva emoção às pistas. Em 2022, a categoria promete aumentar significativamente o número de duelos e ultrapassagens com mudanças importantes na aerodinâmica dos carros. Foi o que afirmou a direção da FIA ao apresentar o carro-conceito que balizará o desenho dos modelos produzidos pelas equipes.

O carro-conceito que vemos nas fotos tem um visual futurista mas já adianta os detalhes importantes da aerodinâmica dos novos carros. Asas dianteiras e traseiras serão simplificadas, bargeboards, estrutura na lateral dos carros, serão eliminados E as entradas laterais de ar serão redesenhadas. O bico se torna ainda mais baixo, que remete ao desenho dos carros da F1 dos anos 1990.

Pilotos da F1 foram apresentados ao novo carro em Silverstone, no GP da Inglaterra. F1/Divulgação

Todas essas mudanças na aerodinâmica têm a missão de facilitar as ultrapassagens. Isso será possível diminuindo as turbulências geradas pelos carros, prejudicando e muito o rendimento de quem vem atrás. “Em 2022 vamos começar um novo caminho com estas grandes mudanças no regulamento. Este regulamento foi desenhado para que os pilotos sejam capazes de andar mais próximos uns dos outros na pista”, afirmou o presidente da FIA, Jean Todt.

Segundo cálculos da F1, um carro de 2022, no ar sujo (ou turbulento), terá 86% do downforce que teria no ar limpo. Com os carros atuais, esse número é de apenas 55%. Isso é um ganho significativo de estabilidade nas curvas que poderá fazer muita diferença numa categoria onde os milésimos de segundo podem definir uma corrida.

F1/Divulgação

As pesquisas atuais mostram que os carros da F1 perdem 35% de sua força descendente quando estão a 20 metros de um carro à frente e 47% quando estão a apenas 10 metros. Agora esses números serão reduzidos para 4% e 18%, respectivamente, devido ao desenvolvimento focado para aumentar o ‘efeito solo’, que proporciona um nível mais alto de força descendente nos monopostos.

“Parece que foi há muito tempo que a FIA revelou oficialmente os regulamentos para o futuro do esporte, mas depois do atraso de um ano em razão da pandemia faltam somente 170 dias para o início de 2022, quando veremos a próxima geração de carros da F1 entrar na pista”, disse Ross Brawn, diretor-esportivo da F1.

Algumas mudanças inéditas também estão presentes no novo carro-conceito da F1 para 2022, como a presença dos novos pneus com 18 polegadas da Pirelli. Além disso, pela primeira vez na categoria, os carros terão winglets (pequenas asas) sobre as rodas, que serão mais resistentes que os atuais vórtices da asa dianteira, apesar de contarem com um papel semelhante na aerodinâmica do carro.

F1/Divulgação

Outra novidade, que não é inédita, mas aconteceu apenas em 2009 na categoria é o retorno das tampas das rodas, a popular “calota”. As novas regras da F1 para 2022 ainda limitarão o que os engenheiros podem fazer em questões de aerodinâmica, mas estas tampas basicamente proporcionam o envio de fluxo de ar pelas rodas, o que ajuda a aumentar a força descendente.

F1/divulgação

“Há uma grande empolgação diante desta nova era e, embora 2021 tenha sido de uma grande batalha, ainda temos carros para seguir uns aos outros durante as corridas. Os regulamentos para 2022 vão abordar este problema e vão criar uma oportunidade para disputas mais próximas e mais corridas ‘roda a roda’. O efeito combinado dos novos regulamentos aerodinâmicos e as regras financeiras, na forma de limite orçamentário, vai criar condições para um campeonato mais equilibrado e para que as diferenças no grid sejam reduzidas”, concluiu Brawn.

Categorias
Corrida

Dudu Trindade corre em Interlagos nesse final de semana

A GT Sprint Race volta a um dos seus palcos mais tradicionais para a realização da terceira etapa do calendário e a segunda do torneio Brasil neste fim de semana, com atividades de pista determinadas para início nesta sexta-feira, 25 de junho. As duas corridas em Interlagos vão acontecer no domingo, 27, com duração de 23 minutos e mais uma volta cada. O piloto pernambucano Dudu Trindade está na icônica pista buscando sua primeira vitória no ano.

O treino classificatório da Super Pole leva oito pilotos (Q1) à decisão das primeiras posições do grid (Q2). O pole position receberá o troféu Super Pole. “Temos uma expectativa muito boa para essa corrida. Essa mudança no estilo de classificação dá uma empolgação e muda o evento, mas o foco mesmo é na corrida”, afirma Dudu, que é patrocinado pela JBS Motors.

Contudo, os atuais líderes do campeonato Brasil nas categorias PRO, AM e PROAM terão um desafio maior na próxima etapa, além da disputa da Super Pole, terão o ‘lastro’ (peso extra), inserido no regulamento da competição desde a sua fundação em 2012, permanecerá em todas as etapas da temporada e seguem na seguinte proporção: de 30 kg em seus carros por estarem liderando o campeonato, o segundo leva 25 kg e o terceiro 20 kg.

O peso é um fator importantíssimo no automobilismo, pois está diretamente relacionado ao tempo necessário para completar uma volta. Quanto menor for o peso do veículo, mais rápido ele será. O peso total dos novos carros da GT é de 1000 kg.

“Sem dúvida correr em Interlagos é muito bacana, não só por conta da história, mas também por conta da pista, que tem um traçado muito legal e é muito bem-feita, afinal, é padrão Fórmula 1”, completa Dudu Trindade.

Sexta-feira, 25 de junho

16h40 às 17h25 – Treino oficial 1

Sábado, 26 de junho

10h20 às 11h05 – Treino oficial 2

13h40 às 13h40 – Treino classificatório – Q1

14h00 às 14h10 – Treino classificatório – Super Pole

Domingo, 27 de junho

08h10 -8h20 – Warmup

10h40 – Corrida 1

14h30 – Corrida 2

Calendário GT Sprint Race 2021:

Etapa 4 – 18 de Julho – Cascavel/PR (Brasil/#TripleX)

Etapa 5 – 15 de Agosto – Tarumã/RS (#SpecialEdition)

Etapa 6 – 05 de Setembro – Curitiba/PR (Brasil/#InverseRace)

Etapa 7 – 03 de Outubro – Juiz de Fora/MG (#SpecialEdition)

Etapa 8 – 31 de Outubro – Palmeira/PR (Brasil/#AirportTrack)

Etapa 9 – 05 de Dezembro – Curitiba/PR (Brasil/#MatchPoint)